terça-feira, 8 de julho de 2008

A verdade é que você não faz idéia de tudo o que você não soube.

De quantas vezes odiei, de quantas vezes me envenenei, de quantas vezes tentei me devolver pra mim mesma através dos dias tentando uma substituição sem importância.

Toda essa verdade vai ficar guardada numa caixa qualquer - que esconde restos que a gente não joga fora, mas também não mostra e não olha.

Coisas que antes não faziam a menor diferença e que agora, mesmo eu não querendo, fazem.






Mais uma mutação...

Nenhum comentário: